receita salgada, Receitas, Vida Saudável

Peixe gratinado

05 junho 2017

Logo que o bebê nasce, ficamos um tempo achando que nunca mais vamos conseguir viver a vida como antes..acho que esse pensamento meio desesperado está relacionado principalmente ao fato de não podermos dormir!rsrs..mas como tudo na vida, conforme o tempo passa as coisas vão se ajeitando.

Domingo passado foi um dia muito gostoso porque a Siena estava boazinha e dorminhoca, tanto que meu marido se inspirou e foi cozinhar! Não lembro a última vez que ele tinha feito isso, só sei que o resultado foi um almoço DI-VI-NO, com esse peixe maravilhosooo! Na verdade, tilápia não é nosso peixe favorito, mas nessa receita ficou com um gosto tão bom de queijo, manteiga, palmito..a combinação é ótima!

peixe_noresize

Peixe gratinado (receita do Panelaterapia)

8 Filés de Saint Peter;
1 xícara (chá) de palmito;
1 xícara (chá) de ervilhas;
1 colher (sopa) de manteiga;
2 dentes de alho;
1/3 de xícara (chá) de leite;
1 pote de requeijão;
1 xícara (chá) de queijo mozzarella ralado;
Azeite para grelhar e untar a forma;
Sal e pimenta-do-reino a gosto;
Queijo parmesão para a cobertura.

Tempere os filés de peixe com pelo menos 2 horas de antecedência com sal, limão e um pouquinho de pimenta-do-reino.
Grelhe os filé no azeite e coloque-os em um refratário também untado com azeite. Na mesma frigideira que fritou o peixe, refogue o alho na manteiga e junte o palmito e a ervilha. Se achar necessário tempere com uma pitadinha de sal e pimenta.
Coloque o refogado sobre o peixe.

Misture o leite e o requeijão e aqueça por 30 segundos no micro-ondas. Acrescente a mozzarella ralada e misture formando um creme.
Espalhe por cima do peixe e do refogado. Coloque parmesão ralado e leve ao forno em 200º C para gratinar.

 

Maternidade

Siena chegou!

05 maio 2017

Hoje faz 43 dias que ela nasceu!! Meu pacotinho fofo, cabeludinho,com bafinho de leite e  dedinhos compridos. Tem sido uma jornada e tanto desde que ela chegou, dia 22/03 foi um divisor de águas nas nossas vidas…

Depois de conversar com meu osbtetra e meu gastro, cheguei à conclusão que seria melhor ter um parto cesárea. Esperamos até que ela completasse 39 semanas e agendamos o parto para beeeem cedinho de manhã. Chegamos ao hospital e logo menos chegou também a fotógrafa..ela conseguiu registrar meu marido e eu no quarto aguardando o horário da cirurgia. A maioria dos depoimentos que leio diz que as mães estão radiantes de felicidade nesse momento, eu estava muito tensa e ansiosa! Nunca senti tanto friozinho na barriga como naquele momento! E conhecendo bem meu marido, sabia que ele também estava exatamente assim.

TVF-0010 TVF-0016 TVF-0040

 

TVF-0084TVF-0058

Bom, vou pular alguns detalhes da cirurgia. Só sei que às 7H55hs os médicos baixaram o lençol que me impedia de ver minha barriga e ouvi um chorinho bem baixinho..foi quando olhei e vi minha filha pela primeira vez. De ponta cabeça, com cordão umbilical no pescoço e uma cabeça cheia de cabelo!

TVF-0163 TVF-0168 TVF-0393

Virei a cabeça para o lado e vi meu marido com um sorriso enorme e olhos estatelados contemplando aquele serzinho..que surreal!!!

TVF-0642 TVF-0643

Na verdade, a anestesia me deixou beeeem mole. As lembranças do parto e pós parto estão um pouco embaralhadas na minha mente..lembro vagamente do meu marido todo feliz me mostrando a marca do pezinho dela no braço dele:

TVF-0597

Depois lembro dele me dizendo que ela era a neném mais linda e cor de rosa do berçário (rss), e depois me lembro de uma enfermeira me trazendo ela para amamentá-la quando ainda estava na sala de recuperação.

TVF-0543

Depois quando vi já estava no meu quarto, com meus familiares encantados com nosso presente.

TVF-0778

TVF-0837

TVF-0897

E ali começava a nossa familinha que Deus projetou!

TVF-0958

As fotos não ficaram incríveis?! Os créditos são todos da Tudo Vira Foto, um investimento que na minha opinião valeu muito, já que como disse, não lembro de detalhes do dia devido à anestesia mas agora tenho recordações para reviver esse dia em cada minuto S2

Quero escrever ainda sobre o primeiro mês da Siena e também sobre baby blues, mas vai ficar para o próximo post porque por aqui tem neném que acordou e quer desesperadamente mamar! 🙂

Beijos,

Ariane